terça-feira, 10 de junho de 2008

Existência


A gota de orvalho que anuncia outro amanhecer,
resplandece um novo semblante diante da insanidade;
Nostalgia que chegou ao entardecer,
agora se esvaíra com a mesma intromissão do raio de luz que ilumina seu rosto.


Alma de coração pulsante que encontra a cada raiar do dia
o sentido da existência humana;
Às vezes praguejada pelo vento, se embala na dor e sofrimento
Mas renova o ser, bebendo da fonte maior... a VIDA!



(Andréa Zílio - Foto Pedro N. S. Costa/Olhares.com)

Um comentário:

Angela Carolina disse...

Andréa adorei seu blog e sua sensibilidade!