segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Brilho!

Essa agonia em ver mais do mundo, 'ouvir' o silêncio, gritar sem ecoar. Escalar os sonhos impossíveis, velejar por mares já navegados, sem a angústia do querer, apenas sentir... Refaz tua trilha, renova as pegadas, reencontra o sorriso, e o brilho é autêntico.

Um comentário:

V.Gutchi' disse...

O nosso viver é como o tempo..
Quando está um dia espantoso, feliz e maravilhoso, temos a tendência de sermos felizes e termos a harmonia toda no nosso rosto. Mas quando o tempo está chuvoso e frio, a pessoa sente exactamente a sua tristeza e a sua magoa ao vir ao de cima.
Existe um brilho que nos, pessoas, conseguimos insidir. É o brilho de vivermos e termos esperança.Podemos não a ver mas conseguimos a sentir.


Gosto dos teus "desabafos".
Escreves muito bem :)

(Não sei se aquilo que escrevi neste comentário tem alguma coisa a haver com o que escreveste.Mas por aquilo que entendi, comentei da forma que achei melhor.)


VA'Al'Ma'Me-PerolaNegra