quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Alma!


Regressa à velha casa
e te torna um bom lembrador,
Fazes da recordação tua lágrima
torna o vazio uma doce solidão.

Amanhã retornarás com um sorriso ameno,
te afagarás no aconchego da velocidade,
buscarás no ofício tua sina,
de uma jovem alma com a inquietude da liberdade.

(Texto: Andréa Zílio / Foto: Antonio Carreteiro / Olhares.com)

2 comentários:

Victor Manfredine disse...

belo texto.
fez-me lembrar da infância.
de quando a gente
invitavelmente foge de casa..
bjs. ;]

Claudinha Bártholo disse...

Oi Zíliooo, vim desejar um excelente dia pra você...
mil beijos.
Te amooo viva o fumacê do narguile!