sábado, 28 de fevereiro de 2009

Vida

Quero mais dessa cólera que embriaga o coração, um frenesi de paixão, amor eterno, esse só meu: a vida.

Um comentário:

tudoaomesmotempoagora disse...

Uau! Que esse blog seja o extravasar de uma veia poética que eu absolutamente desconhecia...bjs Fred