terça-feira, 18 de agosto de 2009

Mercy!

Nos sabores,
nas cores, nas dores,
no cás, o barco que aporta, navega,
transita pelos sonhos, anseios, angústias, solidão, conquistas, alegrias.
Encontra o silêncio mais ensurdecedor notado pela alma,
o grito mais silêncioso ecoado pelo coração, lembranças adormecidas.
Num fecho de luz, a proposta de um dia de sol no qual ela se entrega ao que tem de mais belo dentro de sí,
impondo com persistência o novo sono de um lado sombrio.
No descansar dessa fadiga, um despertar para o novo som...
uma energia em um grito suave e forte, sereno.
Emoção, agonia, inquietação, conteúdo, tempero, energia. Mercy!
(A.Z)

Um comentário:

Claudinha Bártholo disse...

"ao que tem mais belo dentro de si..."

"novo sono de um lado sombrio"

entendível!
heheheh

ah minha rima nordestina, sim fui eu que fiz.

BEIJOS - AMO VOCÊ.